Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Crónicas de um Planespotter

Fotografia Aeronáutica | Spotters | Foto-Reportagens | e mais umas coisas giras...

Crónicas de um Planespotter

Fotografia Aeronáutica | Spotters | Foto-Reportagens | e mais umas coisas giras...

Planespotter de Maio, Nelson Ribeiro.

 

Como já tinha privado com alguns amigos e outros tantos conhecidos do mundo da aviação, um dos objectivos que criei este blog, foi tentar dar a conhecer um pouco do pessoal que passa, algumas horas atrás das redes do aeroporto a fotografar aviões. 

Em jeito de reportagem, resolvi entrevistar, mensalmente, um spotter. Neste mês de Maio, que está praticamente no fim, o "tempo de antena", vai para o Nelson Ribeiro.      

 

Perfil

Nome: Nelson José Simão Ribeiro

Idade: 23

Estado civil: Solteiro

Data de Nascimento: 20-04-1992

Profissão: Carteiro

 

IMG_7490

 

 

Nelson, quando descobriste o gosto pelos aviões?

Como é sabido pela maioria do pessoal que me conhece, o meu hobby sempre foram os comboios, mas desde sempre achei a sua piada aos aviões, nomeadamente quando passava por Lisboa em visitas de estudo, e não só, e via “as máquinas” a passar bem baixo pela cidade. Há cerca de 2 anos, conheci o flightradar24 e achei aquilo algo extremamente interessante, desconhecia por completo. Entretanto pelo mês de Janeiro de 2014, após um dia de trainspotting pouco produtivo, a meio da tarde, eu, Bruno Lima, e João Gamito, rumámos até ao aeroporto. Tirei umas quantas fotos pois era tudo novidade para mim. Mais tarde, aquando a saída de Lisboa do avião dos Rolling Stones, dei comigo a ir de propósito até ao aeroporto por esse avião. Aí, apanhei mais umas quantas “coisas engraçadas”. Ao fim de um tempo quando fui ver a pasta das fotos de aviões, vi que já tinha ali uma boa colecção de “cromos”, entre eles, umas visitas raras pelos nossos lados. Comecei a levar o planespotting mais a sério, a organizar as fotos por companhias aéreas. E aos poucos fui indo até ao aeroporto de Lisboa praticamente todos os fins-de-semana e sempre que vinha um avião “raro”. Em Dezembro de 2014, fui a Madrid durante 3 dias apanhar o que por lá voa. Uma experiência bastante motivadora e rentável, pois trouxe bastantes fotos novas para a colecção. E assim aos poucos me fui interessando pela aviação, agora é continuar a viajar pelos aeroportos do mundo.

 

 

Há quanto tempo, fotografas aviões?

Desde Janeiro de 2014.

 

 

Registas matrículas, esquemas de cores, ou as duas?

Matrículas não registo, requer muito tempo. Faço a colecção por cores, por companhias e modelos, por exemplo, se aparecer um KLM Boeing 737 é provável que o deixe passar porque já tenho, mas se aparecer um KLM Boeing 747 aí sim, faço os possíveis para estar no aeroporto.

 

 

Tens noção de quantos registos já tens?

Há poucos dias contei as pastas de companhias aéreas e já conto com cerca de 105, agora dentro da mesma companhia tenho vários esquemas de cores.

 

 

Até onde já foste só para fotografar aviões?

O mais longe que já fui de propósito para fotografar aviões foi a Madrid, estive recentemente em Praga de férias, aproveitei para dar um salto ao aeroporto numa tarde. Agora segue-se Londres Heathrow.

 

 

Tens algum aeroporto de “sonho” para ir fotografar?

Tenho vários aeroportos que gostava de visitar, como Los Angeles, Las Vesgas Nova Iorque, Sidney, Santos Dumont no Rio de Janeiro, Milão-Malpensa, mas aquele que mais me fascina é mesmo o de St. Maarten.

 

 

Também és daqueles que quando está em casa, e ouve um avião a passar, vai a correr ver que aeronave se trata?

Sem dúvida, tenho geralmente o flightradar24 sempre ligado, se for algo que me possa interessar venho à rua ver.

 

 

Boeing ou Airbus?

Ambos, gosto bastante dos Jumbos (Boeing 747-400), dos Airbus A340-600, dos Boeing 787 Dreamliner, mas se tiver que optar por um, é Boeing, desde sempre gostei dos 747s.

 

 

Qual o teu modelo de avião civil que mais simpatizas? Porquê?

Boeing 747-400, sempre gostei dos jumbos, desde muito pequeno, talvez por me terem oferecido 2 quando era criança.

 

 

Tens algum avião em mente que já está em museu, mas que gostarias de voltar a ver a voar?

Não sou o maior conhecedor da aviação clássica, mas espero ver sempre os MD-11, Boeing 747-4, a voar, são aqueles clássicos já com tendência a saírem de circulação.

 

 

Para ti ser spotter, é…?

Ter uma vida dinâmica. Acima de tudo, porque estar parado em casa não ajuda ninguém, penso que todos temos as nossas preferências. Aqui o gosto pela fotografia alia-se ao gosto pelos aviões, e no meio disto tudo, um grande convívio entre pessoal que partilha o mesmo gosto.

 

 

O que acham os teus amigos, desta tua paixão?

Uns, acham que é locura, outros acham curioso e interessante, e os que partilham a mesma paixão, sabem bem que é um vício saudável.

 

 

O que achas ou achavas do tema mediático que foi há uns anos, sobre o novo aeroporto da Ota para substituir o velhinho da Portela?

Na altura não tinha grande opinião sobre o assunto, actualmente, pelo que vejo, não me parece que hajam condições económicas para a construção de um novo aeroporto nem necessidades que justifiquem essa construção. O aeroporto da Portela parece-me ser suficiente para os movimentos do dia-a-dia e está bastante bem central na cidade de Lisboa.

 

 

Sobre outro tema mediático, que é a privatização da Tap e sobre os seus prós e contras, qual a tua opinião relativamente a este assunto?

Na minha opinião, nada devia ser privatizado, é nacional, é português, é do estado, é nosso!

 

 

Caro, Nelson, mais alguma coisa que possas acrescentar?

Sim, posso acrescentar que uma das coisas que também me levou a fotografar aviões, foi o facto do caminho-de-ferro em Portugal estar a decaír aos poucos, está a ficar monótono para quem fotografa comboios, houve assim necessidade de abrir horizontes e dedicar-me a este novo campo da fotografia, o qual é extremamente interessante.

 

Obrigado!                                          

 

IMG_7487